Central Blog

  • out
    24
    2016




RÉGUA DE RELACIONAMENTO – IDEAL PARA CRIAR E FORTALECER AS RELAÇÕES COM OS CLIENTES


O uso de estratégia assertiva junto ao disparo de e-mail marketing aproxima a empresa do comprador.

Com a tecnologia em ascensão, as relações (sejam elas pessoais ou profissionais) estão se tornando cada vez mais digitais, e mesmo assim, muitas empresas ainda não utilizam corretamente todos os benefícios que o mundo virtual oferece.

“O e-mail marketing foi e continua sendo, uma das principais ferramentas de divulgação, tanto pelo seu alcance, quanto pela taxa de conversão. Devidamente trabalhado com o acompanhamento de uma régua de relacionamento, tem sido responsável por gerar um alto retorno”, pontua Marcos Alex Rodrigues, diretor da CML (Central Mailing List), defendendo o uso desta estratégia em todas as fases da empresa.

De extrema importância na realização de ações de marketing, tanto inbound, quanto outbound, a régua de relacionamento é um conjunto de atividades feitas durante todo o processo de marketing e a partir de sua criação, é possível definir quais são os passos a serem seguidos para atingir o melhor resultado. “A ferramenta permite um controle maior de toda a operação, deixando todos os envolvidos cientes do que precisa ser feito em cada momento”, explica.

Assim, após a empresa incorporar o e-mail marketing como uma estratégia de divulgação e comercialização, além de um banco de dados devidamente segmentado, é necessária a utilização da régua de relacionamento para a manutenção do relacionamento visando a potencialização dos resultados.

Marcos ainda sugere que as comunicações sejam enviadas nos seguintes momentos: após cadastros; durante o processo de compra; pós-venda e na identificação de carrinhos abandonados como um estímulo para o cliente retomar a compra. Além de estratégias de vendas e informativos que não sejam apenas e-commerce.

Por se tratar de um a interação em longo prazo com o cliente, que vai desde o início de pesquisa do produto até a pós-compra, a régua precisa de um conteúdo que seja atrativo e humanizando para que aproxime o comprador e não o contrário, passando a impressão de spam e sendo automaticamente descartado.

Atuando a frente de estratégias de marketing, as ações da Central Mailing List estão presente em todas as etapas, desde a seleção do público-alvo, a quantidade envolvida, as mídias que serão utilizadas, as tarefas que as áreas executarão, quantidades de pessoas envolvidas, quais os períodos de respostas das ações, até a finalização, conclusão e mensuração das ações.

O mais importante, em todas estas fases, é demonstrar o interesse pelo comprador, buscar compreendê-lo e para atender suas necessidades sem ser chato e robotizado, mostrando que também há um ser humano por trás da tela. “Afinal, a maiores dos clientes passam pelo mesmo processo de compra e estar atento para cada uma delas, faz com que o cliente não saia do seu funil de vendas” – conclui Rodrigues.

 

Sobre a Central Mailing List:

Pioneira na comercialização de banco de dados, a Central Mailing List possui 20 anos de mercado destacando-se por oferecer credibilidade e confiança aos seus clientes. Dirigida por Marcos Alex Rodrigues, a Central Mailing List, tem como filosofia a ética e o respeito à sociedade, por meio de uso consciente das informações, coerente às regras de mercado aplicadas a níveis de segurança e excelência no atendimento. A empresa oferece serviços de tratamento, correção, atualização, enriquecimento de Database (banco de dados) e disparos de e-mail marketing inteligente, além de consultoria mercadológica auxiliando na definição de público alvo para campanhas de marketing, vendas, prospecção e pesquisas. www.centralmailinglist.com.br

 

regua de relacionamento

 

 

  • jul
    04
    2016




EMPRESAS BUSCAM ALTERNATIVAS PARA CONQUISTAR CLIENTES


Trabalhar com a base de dados da empresa tem sido opção mais eficiente e mais barata para reter a clientela.

Para Marcos Alex Rodrigues, diretor da CML (Central Mailing List), o bom e velho e-mail marketing nunca sai de moda e pode ser considerado uma das principais ferramentas de comunicação da atualidade, tanto pelo baixo custo, quanto pelo nível de conversão (quando bem trabalhado). O executivo defende a tese de que todas as empresas precisam ter uma base de dados própria para ser trabalhada em todas as fases da empresa.

“Muitos empresários alegam que o e-mail marketing não seja uma ferramenta 100% eficiente, mas essa reclamação é proporcional ao mau uso da base de dados” – pontua Marcos.

Um banco de dados eficaz precisa ir além das informações básicas de contato (nome, telefone e e-mail), já que com dados minuciosos sobre cada cliente, é possível segmentar o envio de uma comunicação por região, preferências, gostos e perfis. “De nada adiantar enviar um informativo do lançamento de uma coleção feminina para um mailing repleto de homens, isso só fará com que seu e-mail seja ignorado, assim como os próximos da sua empresa. Ou seja, você queimou o seu mailing”.

Assim, quanto mais informações essa base de dados tiver, mais fácil será converter uma venda, já que a segmentação para o envio de qualquer comunicado será feita de acordo com o perfil do cliente. Diversas categorias podem ser selecionadas trazendo ao trabalho maior assertividade e taxa de conversão.

A MD Marketing Digital sabe muito bem disso e vem atuando em parceria com a Central Mailing List. “Criamos a campanha de trabalho, mas era preciso uma base completa e atualizada para fazer o envio. Através desta parceria conquistamos uma base de dados devidamente segmentada, onde podemos filtrar o público alvo por classe social, pessoa física ou jurídica, tempo de negócio, área geográfica, entre outros, o que gera um grande grau de assertividade no envio. O índice de atualização da nossa base de dados é mais de 90%, ou seja, não tem como não dar certo”, conta Assis Vieira Neto, diretor da empresa.

Além da importância da segmentação, os dados precisam ser higienizados e atualizados com frequência, por meio de validação de nomes, eliminação de caracteres inválidos, conversão de caixa alta e baixa, além de cruzamento de domínios válidos. “Empresas podem mudar de localização, telefone, além da rotatividade de funcionários que também se deve levar em consideração podendo tornar o mailing totalmente ineficiente caso não haja uma manutenção dessas informações”, sinaliza Marcos.

Mas, mesmo ciente da importância do mailing, como fazer quando a empresa é nova no mercado e ainda não possui a sua base de dados própria? “Adquira um mailing do seu segmento de atuação, faça a triagem dos contatos e comece a criar o seu” – orienta Marcos que desde 1995 está à frente da Central Mailing List que atua fortemente na comercialização de banco de dados e disparo de e-mail marketing.

Empresas com este perfil estão crescendo muito nos últimos anos e sobrevivendo a crise. O diretor da CML, viu no último ano, a empresa crescer 40%, já que a procura por mailings segmentados se tornou uma estratégia de vendas para diferentes corporações, tanto pela assertividade, quanto pelo baixo custo. “Com a crise, as empresas começaram a ver seus clientes irem embora e começaram a buscar opções mais baratas reconquistar os antigos e conquistar novos. Muitas empresas passaram a procurar o meu serviço para cuidar da base de dados ou simplesmente para começar um banco de dados” – pontua.

Afinal, quem nunca sentiu dificuldades ao divulgar um novo produto/serviço? E em meio a tantas informações, redes sociais e uma enxurrada de novidades, se destacar e ser assertivo é a meta de todo empresário.

Crise vencendo

Sobre a Central Mailing List:

Pioneira na comercialização de banco de dados, a Central Mailing List possui 20 anos de mercado destacando-se por oferecer credibilidade e confiança aos seus clientes. Dirigida por Marcos Alex Rodrigues, a Central Mailing List, tem como filosofia a ética e o respeito à sociedade, por meio de uso consciente das informações, coerente às regras de mercado aplicadas a níveis de segurança e excelência no atendimento. A empresa oferece serviços de tratamento, correção, atualização, enriquecimento de database (banco de dados) e disparos de email marketing inteligente, além de consultoria mercadológica auxiliando na definição de público alvo para campanhas de marketing, vendas, prospecção e pesquisas. www.centralmailinglist.com.br

  • mai
    10
    2016




EM MEIO À CRISE, CRESCE O NÚMERO DE MICROEMPRESÁRIOS DO RAMO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS


Nos últimos cinco anos, este setor obteve alta de 69% só na abertura de empresas MEI (microempreendedor individual).

Diante do atual cenário econômico do Brasil, muitas são as consequências para a população, e uma das principais é o desemprego, que atingiu 10,9% em maio, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  Na contramão dessa condição que tanto amedronta os brasileiros, cresce o número de microempreendedores, segundo pesquisa feita pela CML (Central Mailing List).

O setor que mais se beneficiou com o aumento da busca da autonomia profissional foi o de prestação de serviços, que só nos últimos 05 anos obteve alta de 69%. Para Marcos Alex Rodrigues, Diretor da CML, esse crescimento atribui-se diretamente à recessão e a queda na empregabilidade. “O receio do trabalhador de não resistir bem à crise, lhe encoraja a encarar o empreendedorismo”, pontua.

Além destes, o incentivo fiscal que permite melhor tributação ao microempreendedor, somada a liberdade e isenção de subordinação, contribuem ainda mais para o aumento dos microempreendedores.

Dentre os ramos que mais possuem adesão estão os de estética e beleza com 17%, acumulando alta de 84%, também nos últimos cinco anos. Já a construção civil que assim como outras áreas vem enfrentando uma de suas piores crises no que se diz respeito à empregabilidade, junto à prestação de serviço é o setor que mais abriu empresas, proporcionando uma maior diversidade de oferta e concorrência, porém por não obter retorno imediato, será uma alta para a recuperação do segmento em longo prazo.

Desta forma, é possível afirmar que aos poucos, as empresas e os profissionais estão se adaptando ao mercado de trabalho e driblando a crise. “Agora é preciso avaliar qual o impacto a curto, médio e longo prazo, do aumento de profissionais liberais no mercado de trabalho” – questiona Marcos.

Sobre a Central Mailing List:

Pioneira na comercialização de banco de dados, a Central Mailing List possui 20 anos de mercado destacando-se por oferecer credibilidade e confiança aos seus clientes. Dirigida por Marcos Alex Rodrigues, a Central Mailing List, tem como filosofia a ética e o respeito à sociedade, por meio de uso consciente das informações, coerente às regras de mercado aplicadas a níveis de segurança e excelência no atendimento. A empresa oferece serviços de tratamento, correção, atualização, enriquecimento de database (banco de dados) e disparos de email marketing inteligente, além de consultoria mercadológica auxiliando na definição de público alvo para campanhas de marketing, vendas, prospecção e pesquisas.

carteira-de-trabalhowww.centralmailinglist.com.br

  • jan
    28
    2016




O BRASIL QUE CRESCE NA CRISE


calculadora

Empresa faz balanço dos setores, nos últimos anos, e revela que os hábitos dos brasileiros mudaram e que alguns segmentos continuam crescendo.  No sentido contrário dos tempos de recessão, alguns setores têm registrado um crescimento contínuo, sem se abalar com o atual cenário da economia. Esse pode ser um reflexo da mudança nos hábitos dos…

  • out
    26
    2015




Microsoft é a nova líder do Quadrante Mágico de Bancos de Dados do Gartner


O instituto de pesquisas Gartner reconheceu a Microsoft como líder absoluta no segmento de banco de dados, colocando-a em primeiro lugar em visão e capacidade de execução no Quadrante Mágico 2015 para Tecnologia de Banco de Dados (Operational Database Management Systems).

“Esta conquista é um marco histórico para a nossa plataforma, pois é a primeira vez que a Microsoft é reconhecida como líder no grid de análise de fornecedores do Gartner, ultrapassando Oracle, AWS, IBM e SAP”, afirma Frederico Rezende, gerente de produto da Plataforma de Dados da Microsoft para a América Latina.

O estudo do Gartner traçou também um perfil da Microsoft, no qual destaca a liderança da empresa no mercado de NoSQL (com suas tecnologias baseadas em Nuvem, DocumentDB Azure e Azure Tables), computação em nuvem (incluindo nuvem híbrida), uso de analytics em transações (PAH) e suporte à mobilidade. Reforçou ainda que a nossa visão estratégica de implantação de nuvem híbrida cloud first está acima de seus concorrentes e elogiou a o processamento in-memory.

“Esses recursos demonstram que a família de produtos e soluções de banco de dados Microsoft é a mais completa e robusta do mercado, capaz de manipular grandes volumes de informações com um alto desempenho, de realizar consultas e análises preditivas online e suportar as operações de missão crítica das empresas com segurança e eficiência”, complementa Frederico Rezende.

Fonte: www.blogmicrosoftbrasil.com.br

Quadrante-Gartner-traduzido_menor