Central Blog

Setores divulgados pela instituição tiveram alta de 25% no último ano e acumulam crescimento de 90% no período de cinco anos.

alimentação

Se a ideia é fugir da crise e ganhar dinheiro no segundo semestre de 2015 e, consequentemente nos anos seguintes, é importante antes de fazer qualquer investimento, estudar as possibilidades e saber onde injetar dinheiro. Para ajudar na procura por investimentos seguros o SEBRAE disponibilizou em janeiro deste ano, um estudo que aponta os nove negócios mais promissores para um ano cercado à crise. Na lista estão negócios relacionados à manutenção, beleza, vestuário e alimentação.

Com base no material divulgado pelo SEBRAE, a CentralMailingList, empresa especializada em análise e captação de banco de dados desenvolveu um estudo que apresentou os números dos setores em questão nos últimos cinco anos e constatou uma crescente em todas as tendências apresentadas.

O setor de alimentação, em especial para fornecimento de alimentos para consumo domiciliar, foi o que atingiu a maior alta, chegando a 89% em cinco anos, sendo que, só em 2014 foram 24%. Para entender, em 2009 foi apenas 1,3%, 2010 13%, seguidos de 15% no ano seguinte, 17% em 2012 e 19% em 2013. Segundo Marcos Alex, diretor e coordenador da pesquisa, esse crescimento se deve também ao programa para Empreendedores individuais, que  tiraram muitas pessoas da informalidade.

Outro setor que ganhou destaque foi o de estética e beleza, acumulando uma alta de 87% desde 2009 até 2014, que chegou à marca de 20%. Também tiveram uma alta considerável os serviços de manutenção de equipamentos de comunicação e informática, atingindo 79% e 70% respectivamente. “Esses dados demonstram como o comportamento do consumidor está mudando. Vemos uma consciência em relação a investimentos em novos equipamentos. Todo mundo está com o pé no freio, ou seja, às vezes é melhor consertar do que entrar em uma dívida, comenta Marcos”.

Nenhum dos mercados divulgados pelo SEBRAE teve um crescimento menor que 50%. Além dos destaques, estão em alta os setores de reciclagem (58%), bijuterias e artesanatos (52%), confecção de roupas (55%) e mecânica de autos (47%).

 

Para conhecer mais sobre a empresa e ter acesso as informações acesse: www.centralmailinglist.com.br

Deixe uma resposta


*